Em destaque

Bem Vindos!!!!!!

bem-vindos

É com grande alegria que inicio dando BOAS VINDAS a todos que aqui passarem.

Quero aqui propor reflexões, troca de experiências, informações e ajudas nos temas relacionados á Psicanálise, Psicopedagogia, Maternidade e Desenvolvimento Infantil, que geram interesse e curiosidade. Promover também um espaço para expansão do conhecimento clínico e analítico com base na Psicanálise Freudiana e também, incluindo outros autores seguidores de Sigmund Freud que contribuirão e contribuem ricamente para a extensão da teoria. Autores estes como Melanie Klein, Wilfred Bion, Donald Winnicott, dentre outros.

Utilizando da Psicanálise do Acolhimento, TrataMente é um espaço aberto para assuntos emocionais e psiquicos, para expansão do pensar e o compatilhar de experiências. Por isso convido você a interagir pelo site ou pelo e-mail.

contato.tratamente@gmail.com

Quero Agradecer a participação e o carinho de todos que contribuírem para o crescimento e o conhecimento que for gerado a partir daqui. MUITO OBRIGADO!!!

“As mentes criativas são capazes de sobreviver a qualquer tipo de mau treinamento” – Anna Freud

04 – O valor da sessão faz parte do tratamento

O valor que o paciente paga, seja em espécie ou algum tipo de troca, reflete o quanto ele está disposto a se empenhar em seu próprio tratamento.

04 – O Valor da Sessão faz parte do Tratamento Clínica na Prática – Situações da Vida Real e do Consultório

O valor que o paciente paga, seja em espécie ou algum tipo de troca, reflete o quanto ele está disposto a se empenhar em seu próprio tratamento.

Estado de Melancolia

Nesse vídeo trago uma expansão sobre o estado de Melancolia onde o ser se anula e se transforma no objeto de amor que se foi. Faz sentido para você? Compartilha e me segue no canal.

Processo de Luto

Entenda de forma mais profundo como se desdobra o processo de luto.

03 – Autoconhecimento

O quão é importante para você é o autoconhecimento?

O quão é importante para você é o autoconhecimento?

02 – Se o paciente não elaborar

É possível que o paciente não elabore no momento que algo foi pontuado. E ele trará novamente o conteúdo até que chegue o seu momento. Por isso é importante respeitar o tempo do paciente. Se fez sentido para você, COMPARTILHE!

É possível que o paciente não elabore no momento que algo foi pontuado. E ele trará novamente o conteúdo até que chegue o seu momento. Por isso é importante respeitar o tempo do paciente. Se fez sentido para você, COMPARTILHE!

01 – Quando o analista não tem o que dizer

Você sabia que às vezes o Analista pode não ter o que dizer e não existe problema com relação a isso? Se fez sentido para você, COMPARTILHE!

01 – Quando o analista não tem o que dizer Clínica na Prática – Situações da Vida Real e do Consultório

Você sabia que às vezes o Analista pode não ter o que dizer e não existe problema com relação a isso? Se fez sentido para você, COMPARTILHE!!

Apresentação

Este podcast é feito para ajudar você que quer saber mais sobre Psicanálise, Autoconhecimento, Autovalor, Amor Próprio, Autocuidado. Aqui você vai ter áudios sobre reflexões, situações que acontecem dentro da clínica, no dia a dia e na vida real. Se você se identificou e faz sentido, fica por aqui!

Ouça a apresentação e compartilhe com seus amigos:

Este podcast é exatamente para aquele terapeuta que ainda não sabe como viver da clínica.

A MATERNIDADE NÃO É O QUE EU ESPERAVA

A Maternidade não é o que eu esperava

Ser mãe, quantas expectativas se colocam nesse nome, nessa função.
Quantas cobranças se tem e quantas culpas se sente. A maternidade é linda, mas pode ser cruel.

Eu sempre quis ser mãe.
Quando criança fui mãe de cachorrinhos, gatinhos, bezerrinhos, coelhinhos, dos primos menores, da minha irmã caçula.
Mas a maternidade realmente aconteceu quando meus meninos nasceram.

Toda vez que vejo essas fotos meu pensamento voa e parece que posso voltar lá. Tudo começou quando resolvemos engravidar.

Mesmo não sentindo ainda.
Quando engravidei, até sentir os meninos mexerem, nem parecia estar grávida.
E no nascimento ainda não parecia que era mãe.

Sim, é isso que estou dizendo. Se isso aconteceu ou acontece com você, acredite, isso é normal. Contudo, aqui pode começar a culpa, apesar dela poder já estar presente desde a descoberta.

A culpa só deixa a maternidade mais pesada e insuportável. E se não aprendermos a lidar com ela e nos libertarmos, ela estará presente sempre e só irá nos massacrar.

Hoje sou grata por meu corpo ter gerado duas vidas maravilhosas, se foi fácil? Não, muitas coisas aconteceram na gestação, não foi tão tranquila quanto eu imaginava.

Apesar de tudo, foi excelente gerar e ver a carinha deles na hora do nascimento e ter meu amado esposo junto para registrarmos esses momentos que estarão sempre em minha memória.

É bom estar ao lado deles e vê-los se desenvolverem. Educar é um desafio, é preciso disponibilidade, muito amor e acolhimento.

Para mim, a maternidade acontece a cada dia, desde o positivo e a cada dia que vivo com eles. Graças a eles me torno uma mãe e uma pessoa melhor. Sendo a mãe que meus meninos precisam e isso é o suficiente.

Se a culpa vem? Sim, muitas vezes ela bate à porta, mas me lembro que sou humana e será com os ‘erros’ que irei acertar e é nesse momento que vejo que posso ser uma mãe e uma pessoa melhor para mim e para eles.

💚Graças a maternidade e aos meus filhos sou uma nova pessoa e melhor a cada dia.

👇🏻Deixa nos comentários uma palavra que simboliza a maternidade para você

O QUE OS SÁBADOS ME ENSINARAM

Ah os Sábados…

O que os sábados me ensinaram
.
.
.
Sábado eram mágicos, como nós esperávamos os sábados, era dia de ficar em casa, dia de acordar tarde, já que durante a semana acordavamos 5h da manhã para ir para escola. Sábado era dia de se jogar no sofá e ver tv.
Dia de brincar, de visitar a família. Nossa quanta coisa boa fazíamos nos sábados.

Porém haviam sábados que meus pais trabalhavam e tínhamos de preparar o almoço, de cuidar da casa.
Mas, mesmo assim, eles eram sempre esperados.

Normalmente ficávamos juntos, pelo menos minha irmã e eu.

Depois de adulta já trabalhei aos sábados, mas confesso que não gostava muito. Com o tempo descobri que era porque não fazia o que realmente gostava, então a parte ruim de trabalhar não eram só aos sábados, contudo era muito pior levantar cedo aos sábados e ter que ir.

Quando me casei, normalmente os sábados era para aproveitar o dia, nem que fosse para trabalhar até a hora do almoço e depois passar a tarde comendo pipoca e vendo filme.

Hoje meus sábados são diferentes, alguns eu trabalho, descanso, brinco com os meninos, assistimos filme e comemos pipoca, vamos ao parque, etc E as vezes fazemos tudo em um único sábado.

Eles continuam sendo esperados e continuam sendo em família.

A diferença é que se for para trabalhar, trabalho com prazer, se for para estudar, estudo com prazer, se for para brincar, fazemos com prazer e se for apenas para descansar não me culpo, consigo fazer sem me cobrar, pois sei que posso viver do meu jeito e isso é o que importa.

💜Me conta nos comentários como costumam ser seus sábados?

CONFIAR

É difícil fazer o movimento de confiar depois de uma traição, seja ela de qual tipo for. Torna-se penoso confiar novamente. Porém se fechar para novas experiências é mais danoso do que se permitir confiar novamente. Para saber mais assista o vídeo completo.

%d blogueiros gostam disto: