Atendimento Online

por Débora Maciel – Psicanalista

Parte 1 – Como é

Hoje com toda mudança que estamos presenciando foi possível uma abertura maior ao atendimento online no âmbito terapêutico. Porém antes mesmo já existia essa modalidade.

Algumas pessoas não se sentem a vontade para isso e preferem o atendimento no modo tradicional, presencialmente.

O atendimento online é possível e não existem perdas com relação ao presencial, o vínculo acontece, a transferência é possível e o tratamento é tão eficaz quanto no atendimento presencial.

Essa modalidade fez distâncias se encurtarem e quem se sentia sozinho não precisa mais se sentir tão sozinho, pois agora pode contar com alguém para caminhar junto e compartilhar a dor que vive, mesmo distante. E todo acolhimento e carinho pelo paciente é o mesmo que no presencial, porém de forma online.

No momento, com tudo que estamos passando, e se precisa restringir o quanto possível os contatos, a modalidade online é o mais indicado, pois se torna mais seguro para o paciente e para o analista.
Com toda a experiência que se tem vivido nos últimos dias, cada vez mais se precisa de ter alguém que esteja junto nesses momentos de angústia e de muita dor, momentos em que não se consegue nem respirar. Dessa maneira, não é preciso carregar e passar por tudo sozinho, não sendo possível o atendimento presencial, se abre uma nova modalidade para viver a mesma experiência que no presencial, porém distante, cada um em seu espaço utilizando aparelhos que aproxime e haja acolhimento, amor, respeito e companhia.

E para quem prefere o presencial, pode tê-lo da mesma forma, porém com mais cuidados que já se teve antes e, infelizmente, sem um abraço acolhedor, até que tudo realmente melhore, mas com voz, olhar e parceria de carinho e amor.

É importante ter em mente que, tanto no atendimento presencial quanto online, o tratamento só acontece se o paciente estiver aberto, se houver vínculo e disponibilidade emocional de ambas partes.

Parte 2: Dando início.

Como fazer uma sessão online

Se você está começando ou se você já atende há um tempo presencialmente e está expandindo para o online é importante saber que a sessão online é muito parecida com a presencial.
Você está para seu paciente, para ouvi-lo e caminhar junto com ele.
Pode ser mais confortável, já que o paciente não estará presente, mas é importante que o ambiente esteja organizando e você se sinta bem para que nada mude o foco, sendo ele, a sessão de atendimento.

Quando se atende online é possível se ocupar até próximo do horário da sessão, mas também é necessário se preparar para ela da mesma forma que se costuma fazer no presencial.
No online o paciente terá o mesmo ganho que no presencial, porém o ambiente agora é o onde ele está, o aparelho e a face só analista.

E quando o paciente fica de olhos vidrados na telinha e presencia todo o movimento do analista? Como se portar?

É preciso ter em mente que essa é uma grande diferença, mesmo estando de frente para o paciente no presencial ele não está exclusivamente de olho em cada expressão do analista, como pode ocorrer no online e o paciente poderá perceber todo gesto feito pelo analista.
Se isso for muito incômodo para o analista, o que pode ser feito é deixar a câmera um pouco afastada da face, o que pode ajudar. Mas normalmente, depois de algum tempo ou sessões, o paciente se acostuma e a face do analista já não é a principal atração e sim mergulhar em seus sentimentos.

Outro ponto é, não é porque o paciente não te vê completamente que você não precisa cuidar da aparência, não dá para atender o paciente de cara amassada, com qualquer vestimenta, o analista precisa estar no clima do atendimento como se fosse presencial, até porque é seu ambiente de trabalho, mesmo estando em casa.

Parte 3: Outros detalhes

O aparelho.
Qual aparelho utilizar? Computador ou celular?

Utilize o que for possível e aquele que se sente confortável.
Não pode se esquecer que, como um atendimento presencial, a sessão não pode ser interrompida o tempo todo, claro que imprevisto acontecem, mas se você está atendendo pelo celular e receber ligações o tempo todo, isso pode ser um problema e atrapalhar a sessão. Então cuidado para não transformar a sessão em outra coisa.
A internet é outra ferramenta importantíssima, claro que há ocilações, mas não dá para travar o tempo todo, tornando impossível o fluir da sessão e a compreensão do que é dito. Por isso, tenha uma internet de qualidade e com boa velocidade. Diante disso, o paciente também precisa ter esse cuidado, senão a sessão online se torna inviável.

De onde fazer a sessão.

Ela pode ser feita de uma poltrona, de uma mesa ou até de uma cadeira. Desde que se esteja confortável, pois a falta de conforto pode atrapalhar o atendimento e querer ver o fim da sessão para sair da posição desconfortável que se encontra.
Lembre-se, esse é seu trabalho e terão outros pacientes online, não dá para ficar segurando o celular na mão o tempo todo, prepare um suporte, tanto para o celular ou para o computador.
O ambiente também é importante, não precisa ser em um consultório, já que talvez os atendimentos sejam todos online, mas o local precisa ser agradável, climatizado e silêncio, tudo para que a sessão esteja próximo de um ambiente de consultório e se esteja totalmente para o paciente por toda ela.

Parte 4: Mais alguns detalhes

Plataforma, qual utilizar?

Utilize a que fique melhor para você e para o paciente.
Pode ser chamada de vídeo pelo whatsapp ou Google meet, até via Skype ou pelo zoom.
Todas é possível a transmissão por celular e computador.
Você pode fazer o teste e ver qual se adaptar melhor ou até utilizar mais de uma se for necessário.
É claro que não se pode esquecer que uma sessão tem uma duração de pelo menos 50 minutos e que a plataforma terá que suportar esse tempo.

E quem fará a chamada.

Combine com o paciente de você sempre fazer a chamada, para não ficar confuso quanto ao momento do início da sessão.
Antes de fazer a chamada é interessante saber se o paciente está disponível, já que no consultório de forma presencial, o analista espera o paciente e ele pode ter algum imprevisto e não comparecer.
No online não é diferente, então é interessante enviar uma mensagem antes de fazer a chamada e perguntar se o paciente está pronto para o início da sessão. Com a confirmação dele se dá início a chamada e consequentemente a sessão.
Se por um acaso houver um imprevisto por parte do analista é importante que se avise o paciente do atraso para o início da sessão e, antes de iniciá-la, avisar o paciente novamente.

Faça parte do Grupo de Estudos!
Whatsapp: (16) 98220-8272

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: